lai

Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Página Inicial Notícias Hospital César Cals atende mais pacientes após implantação do Projeto Lean
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Hospital César Cals atende mais pacientes após implantação do Projeto Lean
Qua, 19 de Junho de 2019 17:27

alt

Em menos de 24 horas após o parto, Josiane Flor da Silva, já amamenta a filha, sossegadamente e de alta. Ela aguardava a realização dos exames da pequena Anna Liz, que nasceu com 41 semanas. “Se estiver tudo bem com ela, vamos para casa”, diz confiante a mãe. Josiane, assim como outras puérperas foram atendidas na maternidade do Hospital Geral Dr. César Cals (HGCC), da rede pública do Governo do Ceará, onde deram à luz seus filhos, e tiveram a oportunidade de receber uma atenção humanizada e inserida nos processos adotados pelo hospital por meio do Projeto Lean nas Emergências.

Os bons resultados alcançados foram evidenciados em um encontro realizado com a direção, chefias, coordenações de serviços e os representantes do Hospital Sírio-Libanês, na segunda-feira, 27 de maio, para apresentação de resultados do processo de otimização da emergência obstétrica após inserção no projeto, que é uma iniciativa do Ministério da Saúde e do PROADI-SUS em parceria com o Hospital Sírio Libanês. O Lean tem como objetivo reduzir o tempo de espera e a lotação nas emergências de hospitais públicos e filantrópicos pelo Brasil. Dos 39 já visitados, em 17 estados, o HGCC é a primeira experiência com emergência obstétrica e obteve bons resultados ao longo dos seis meses de trabalho.

alt

Conforme explica Thaís Gomes Falcão Borges, enfermeira do Centro de Estudos e responsável pelo projeto, com ingresso no Lean nas Emergências, foi adotada uma série de ações que visaram melhorias nos processos assistenciais da maternidade do HGCC. “Otimizamos o fluxo de atendimento da gestante de alto risco, trabalhamos para obter mais celeridade na emissão dos resultados de exames complementares, implantamos o Daily Huddle, encontros diários duas vezes por dia, para discussão de todos os casos da maternidade, com o objetivo de identificar a possibilidade de alta dentro do menor tempo possível, com toda segurança para os pacientes, entre outras ações”, explica Thaís Gomes.

alt

As mudanças alcançadas já foram percebidas logo nos dois primeiros meses. Mas agora, com o encerramento da fase de consultoria e implementação de melhorias, já é bem mais notório o quanto o HGCC se destacou a partir dos bons resultados alcançados. “A primeira coisa que mudou foi a melhoria no giro dos leitos obstétricos, possibilitando atender mais pacientes, com redução do tempo de permanência, sem aumentar o número de leitos”, ressalta Thaís Gomes.

Para ter uma ideia, considerando o mês de abril de 2019, o HGCC atendeu, na emergência obstétrica, 300 pacientes a mais quando comparado com o mesmo período do ano passado. Já março de 2019 corresponde ao melhor mês com o maior número de atendimentos, 2.241 no total, e 438 partos realizados, levando em consideração a média histórica nos últimos 14 meses. Quando o projeto iniciou em outubro do ano passado, a média de permanência era de 4.8 dias. Após consolidação dos últimos resultados, considerando maio desse ano, a média de permanência foi de 2.47 dias. Um dos principais indicadores é o LOS, em inglês Lentght of Stay, que é o tempo de passagem em que a paciente leva desde a entrada na emergência até a enfermaria. Nesse indicador, o HGCC também obteve resultados animadores, diminuindo o tempo de resolutividade. Antes era de 2.581 minutos, em novembro de 2019, e atualmente é de 1.889 minutos.

alt


De acordo com o Instituto for Health Improvment, em estudo realizado no ano de 2016, para cada um dia de permanência reduzido num hospital com uma média de 300 leitos, equivale ao ganho de 49 leitos. Ou seja, o HGCC permanece com mesmo número de leitos, mas com a redução do tempo de estadia da paciente, aumenta-se o número de atendimentos.

A médica do Sírio-Libanês, Amanda Santos, que acompanha o César Cals, destacou as conquistas alcançadas pelo hospital. Para ela, o envolvimento de todas as equipes e de toda a unidade repercutiu no resultado final. “A sincronia e o comprometimento entre os setores foi melhorada, a capacidade e a conexão  entre vocês fez toda a diferença”, disse. Na oportunidade, o diretor médico do HGCC, Antonio de Pádua Almeida carneiro, felicitou os profissionais do hospital por mais uma conquista que confirma a qualidade dos serviços, o compromisso e o envolvimento dos profissionais e ainda incentivou outros serviços a também adotar o Lean. “Que o que ocorreu na obstetrícia seja um exemplo e se estenda a outros serviços. Quero que continuemos a fazer o que o HGCC fez de melhor em seus 90 anos de existência, que é atender com amor e respeito os pacientes” ressaltou.

A metodologia já está sendo empregada em outras do hospital. Na Clínica Médica, a ferramenta dos encontros diários para a discussão de casos e verificação da agilização de resultados para as altas hospitalares já foi adotada. O mesmo acontece com a Clínica Cirúrgica, que também já se reúne para a implantação do Lean em todas as suas atuações. As ações adotadas são implantadas também com atenção à segurança do paciente.

 

Assessoria de Comunicação do HGCC
Wescley Jorge
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. / 85 3101.5323
Facebook.com/HospitalGeralCesarCals

 

 

 

 

 

 

Calendário

Novembro 2019
D 2a 3a 4a 5a 6a S
27 28 29 30 31 1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30