lai

Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Página Inicial Notícias Hospital Geral Dr. César Cals realiza evento de prevenção à infecção hospitalar
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Hospital Geral Dr. César Cals realiza evento de prevenção à infecção hospitalar
Ter, 07 de Maio de 2019 12:16

alt

Para lembrar o dia 5 de maio, Dia Mundial da Higienização das Mãos e o dia 15 de maio, Dia Nacional de Controle de Infecção Hospitalar, o Hospital Geral Dr. César Cals, da rede pública do Governo do Ceará, realizou na manhã de terça-feira, 7, atividade com foco na conscientização sobre a higienização das mãos e não uso de adornos no ambiente hospitalar. A ação foi realizada pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) e alunos de estágio do curso de enfermagem do Centro Universitário UNIFANOR.

As atividades se dividiram em quatro estações que abordaram os passos para uma assepsia eficaz das mãos, principais meios de transmissão de infecção. A primeira estação explicava a forma correta de higienização, a segunda apresentava o teste da caixa negra. Os alunos borrifavam um líquido verde fluorescente nas mãos dos participantes que as colocavam em uma caixa com luz ultravioleta. O destaque neon nas mãos indicava os locais de concentração de bactérias. A terceira estação era distribuição de panfletos informativos e a última, um jogo de perguntas e respostas, com direito a prêmios.

alt

Deise Nascimento, professora dos estagiários de enfermagem no HGCC e da CCIH, destacou a importância de desenvolver as atividades no Hospital. “Temos o objetivo de sensibilizar as pessoas para evitar a proliferação de infecções hospitalares. Nesse contexto, a prática da lavagem das mãos e a ausência de adornos é a estratégia mais barata e eficiente”, comentou. O médico José Eduilton Girão, chefe da CCIH, também falou sobre a importância da higienização das mãos. “É recomendada tanto para os profissionais quanto para acompanhantes. É uma alternativa simples e que poupa recursos”, diz.
A enfermeira Lívia Resende participou das atividades e adquiriu orientações essenciais para o sua rotina de trabalho. “Basta a gente colocar as mãos no celular que há a presença de bactérias. Como disseram, a infecção pode ser reduzida em até 40%, se a higienização correta ocorrer. É uma prática que levarei com mais cuidado, é mais segurança para o paciente”, garante.

alt

Segundo recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde, a higienização das mãos deve ocorrer em cinco momentos: antes de examinar pacientes, antes da realização de procedimentos, após o risco de exposição a fluidos biológicos, após o contato com paciente e após contato com áreas próximas ao paciente, mesmo que não o tenha tocado, nos cuidados indiretos e diretos. A higienização das mãos também pode ser feita com álcool 70%, no caso da falta de água. Ao lavar as mãos, não se deve esquecer a região das palmas, o dorso, nas regiões entre os dedos, unhas e punhos. Secar com papel toalha evitando contato com a pia e a torneira. No caso de álcool, deixar secar naturalmente.

 

Foto: Thiago Freitas / Assessoria de Comunicação do HGCC



Assessoria de Comunicação do HGCC
Wescley Jorge
Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. / 85 3101.5323
Facebook.com/HospitalGeralCesarCals

 

Calendário

Setembro 2019
D 2a 3a 4a 5a 6a S
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 1 2 3 4 5