lai

Secretarias e Órgãos

Telefones úteis

Redes Sociais

Página Inicial Notícias Saúde amplia rede de atendimento em microcefalia
voltar imprimir
Aumentar texto Diminuir texto
Saúde amplia rede de atendimento em microcefalia
Qua, 24 de Fevereiro de 2016 17:41

 

alt

O atendimento a gestantes e crianças com microcefalia será ampliado na rede pública do Governo do Ceará já a partir desta quinta-feira, 25. O Hospital e Maternidade José Martiniano de Alencar (HMJMA) passa a integrar a rede de hospitais do Estado que são referência no atendimento às crianças com suspeita ou diagnóstico de microcefalia. Os bebês serão atendidos com consultas e exames de imagem, sorologia e testes  necessários para diagnóstico e acompanhamento médico especializado.

Para assegurar os cuidados com as gestantes e os bebês com microcefalia, além do Hospital José Martiniano, o Estado garante o atendimento especializado no Hospital Geral César Cals, Hospital Infantil Albert Sabin, Hospital Geral de Fortaleza e Hospital São José. Além disso, um conjunto de ações e medidas de vigilância e controle do mosquito está em plena execução, com reforços e ajustes na proporção em que novas orientações são encaminhadas pelo Ministério da Saúde e a partir do monitoramento de dados e informações epidemiológicas, atualizadas permanentemente. Entre as medidas, por exemplo, a Secretaria da Saúde do Estado criou o ¨Comitê de Especialistas¨, formado por neonatologistas, geneticistas, infectologistas, pediatras, obstetras, ginecologistas e epidemiologistas para discutir e analisar cada caso de microcefalia notificado e a suspeita em relação da infecção congênita ter relação com a zika.

Semanalmente, a Secretaria da Saúde do Estado elabora e divulga boletins epidemiológicos sobre microcefalia para deixar os profissionais de saúde orientados e atualizados, como também são instrumentos de informações para conhecimento para a população. De outubro de 2015 até esta segunda-feira, 22, foram notificados 335 casos em 77 municípios. Desses casos de microcefalia, 33 foram confirmados, sendo apenas um relacionado à zika, o de uma criança de Tejuçuoca, que veio à óbito.

A microcefalia é uma malformação congênita, em que o cérebro não se desenvolve de maneira adequada. Neste caso, os bebês nascem com perímetro cefálico (PC) menor ou igual a 32 centímetros. Pode ser causada por efeito de uma série de fatores de diferentes origens, como as substâncias químicas e agentes biológicos (infecciosos), como bactérias, vírus e radiação. O tipo e o nível de gravidade da sequela variam caso a caso. Tratamentos realizados desde os primeiros anos melhoram o desenvolvimento e a qualidade de vida.


Assessoria de Comunicação da Sesa
Selma Oliveira / Marcus Sá / Helga Rackel ( Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. / 85 3101.5221 / 3101.5220)
Twitter: @SaudeCeara
www.facebook.com/SaudeCeara

 

 

 

 

Calendário

Maio 2021
D 2a 3a 4a 5a 6a S
25 26 27 28 29 30 1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29
30 31 1 2 3 4 5